Quando nos vênus

Não juro a marte

Mas sim matar- te !

Sem dó  nem piedade …

Anúncios