imageEu  colocava  uma redoma de vidro ao meu redor, como se eu fosse a querida rosa do Pequeno príncipe, devido a simples possibilidade de ser comida por um carneiro.
Sim,  carneiros podem comer rosas mesmo elas contendo tantos espinhos. Porém, por mais que ela trouxesse um sentimento de proteção, ao mesmo tempo era sufocante.  Um dia essa “proteção” ruiu. Foi bem em meio a uma roda de estranhos tão familiares a mim que externei coisas que guardei por anos. Lembro-me que todos me olhavam com atenção. Isso era tão reconfortante e assustador…em questão de segundos me tornei mais aberta que uma página de diário.
Minha personalidade sempre tão forte, de tomar atitudes sem me importar com que os outros pensam traz em si uma incoerência, pois para tantas coisas eu pouco me importo e em outras tenho o medo de ser julgada. Medo da incompreensão, que me torna fechada. Mas o peso dos sentimentos é diretamente proporcional a massa e tudo foi acumulando dentro de mim.
Numa madrugada os meus olhos se debulharam em lágrimas, elas eram tão corriqueiras e constantes que naquele dia me dei conta que os muros que criamos são a sua maneira necessários, mas por vezes causam estrago.
Por isso o acontecimento que relato no início do texto pôde acontecer, eu precisava rapidamente varrer do meu coração toda a poeira que já estava alastrada.
Aos ouvintes que ali estavam presentes saibam que aquelas palavras foram audíveis a poucos. Não os digo que foi um privilégio ouvi-las, acho que seria soberba da minha parte.Considero que foram as palavras mais simples que qualquer ali poderia externar, mas admito que foi um fato marcante. Pois nesse espaço de tempo tão curto e relativo vocês conheceram mas a Louise do que pessoas que fazem parte da vida dela há dez anos. E Esse dia que foi recheado de coisas espetaculares foi a minha libertação do meu pior carcereiro:”eu mesma!”. Ele foi o meu meridiano de Greenwich porque assim como este me deu a referência…
Assim,caro leitor, termino lhe dizendo que sou feito uma rosa carrego em mim espinhos, porém cansei da redoma de vidro.

Anúncios