Não façamos do nosso amor uma “meritocracia”, “Eu não mereço o teu amor e você não merece o meu”. Porque querido somos moeda sem troca, boca que fala bobagens, criadores de machucado, humanos que erram… Sim, estamos no mesmo barco sem bote salva- vidas e a deriva. Temos os mesmo dados para rolar, acertar e errar, não sendo melhor e nem pior jogador. Por isso deixa de lado essa estória de não merecer e continuemos a jogar, ou melhor, continuemos a amar.

Anúncios